Rio de Janeiro

agua-alvorecer-amanhecer-161212
  • Geral
  • Praias
  • Atrativos
  • Onde se hospedar

Rio de Janeiro é a cidade mais turística do hemisfério sul, não é a toa que a chamam de Cidade Maravilhosa. Sua paisagem repleta de montanhas e mar azul foi classificada como Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO. Perfeita para quem quer curtir a natureza, sem deixar de desfrutar do movimento cultural, noites e agito que uma grande cidade traz.

A orla carioca se estende por mais de 30 km de um lindo calçadão, onde se pode passear e admirar o litoral mais famoso do Brasil

Confira as dicas de onde ir e o que fazer na Cidade Maravilhosa.

Praia é o que não falta por aqui! Tem praia tranquila, praia agitada, praia com ondas, praia sem ondas, tem praia para todos os gostos!

Começando por Copacabana, famosa pelo seu calçadão que estampa diversos cartões postais. A praia fica na Zona Sul da cidade, com 4 km de faixa de areia e é destino e praticamente todos os turistas. A Praia abriga o Forte de Copacabana, que também vale a pena ser visitado.

Ipanema, não tão menos famosa, mas com apenas 2,6 km de extensão, se destaca pelos Postos 9 e 10, ponto de encontro para quem quer conhecer gente nova e se divertir, vendo uma bela paisagem litorânea.

Leblon parece ser muito agitada, por ser popular, mas até que é tranquila. Diferente de Copacabana e Ipanema, o Leblon é um bom lugar para quem quer tomar banho de sol e se banhar sem a preocupação de muita gente passando por ali.

Arpoador fica próxima ao Forte de Copacabana e reúne muitos moradores e turistas para apreciar o melhor pôr-do-sol do Rio de Janeiro. Chegando o fim da tarde, todos se reúnem na Pedra do Arpoador e aplaudem mais um sol que se põe. O mar agitado é ideal para os surfistas.

A Praia Vermelha, também na Zona Sul, é pequena em extensão e enorme em beleza.  Com 300 m de comprimento, essa praia não deixa a desejar e é bem menos movimentada dos que outras praias da região Sul. Daui você pode ver o Morro da Urca e o preferido para os bailes funks, o Morro da Babilônia.

Grumari, na Zona Oeste da cidade, fica em uma área de Reserva Ambiental, permitindo que o turista aprecie um litoral rodeado de muito verde e menos urbanização. Você nem vai notar que está em uma metrópole.

Prainha, com o nome já indica, possui apenas 150 m de extensão. Mas, nem por isso você deve deixar de passar por lá. Ao lado de Grumari, você pode aproveitar para passear pela duas praias no mesmo dia.  Se for até a prainha, vá até o Parque Estadual da Pedra Branca, considerada a maior floresta dentro de uma cidade.

Praia do Recreio dos Bandeirantes, lugar para quem quer fugir do agito e tomar um banho em um mar de águas límpidas, porém agitadas. Aqui é ponto de encontro de muitos surfistas e possui uma ótima infraestrutura.  

 A praia do Pepino é ótima para ser vista do alto da Pedra Bonita, morro que deixa a praia ainda mais exuberante. Situada no bairro de São Conrado, a praia também é das passagens para ir até a Floresta da Tijuca e fica próxima a Pedra da Gávea.

O Pão de Açúcar é destino certo de qualquer turista. Localizada no bairro da Urca, o Pão de Açúcar abrange também o Morro da Urca e o Morro da Babilônia. Do alto você pode contemplar a beleza do Rio de Janeiro e passear pelo famoso bondinho. Durante o passeio, muita natureza e paisagens incríveis.

 A Pista Claudio Coutinho fica no canto da Praia Vermelha, próxima ao Pão de Açúcar e é ótimo para quem procura um refúgio do agito da cidade. Com muita área verde e espaço para caminhada é um bom lugar para se visitar.

 No alto do Corcovado fica um dos cartões postais mais famosos do Brasil, o Cristo Redentor a 709m do nível do mar. Considerado um dos patrimônios da humanidade, esse ponto turístico encanta não só pela beleza da escultura de Cristo, como pela paisagem panorâmica que o local propicia.

O Jardim Botânico é exuberante em sua diversidade de vegetação e traz um ar da floresta enquanto caminha. Com 540 mil metros quadrados, é um local perfeito para passear com as crianças, dar uma longa caminhada ou até mesmo curtir um romance.

 O Parque Nacional da Tijuca não pode ficar de fora do roteiro daqueles que amam a natureza. A Floresta da Tijuca é considerada o maior replantio de árvores do mundo. O local abriga de trilhas cachoeiras e museus de perder a hora.

Tudo depende do que você procura por aqui! Quem quer estar perto do agito e vida noturna  é legal reservar um hotel em Santa Teresa, bairro aconchegante que oferece muita opção de diversão e onde fica a famosa rua da Lapa. Para quem quer estar perto dos transportes e zonas de comércio, outra opção também o centro da cidade.

Ipanema e Leblon ficam para quem gosta de requinte e exclusividades que só a região mais nobre da cidade pode oferecer!

Copacabana é para quem também gosta de movimento e muita opção de bares, restaurantes e lojas. Aqui é onde se concentram a maioria dos hotéis, o que faz com que a oferta seja mais em conta que outros bairros.

RIO DE JANEIRO
%d blogueiros gostam disto: